Livro: Jogador Nº1

Três chaves escondidas abrem três portões guardados
E três boas qualidades deverão ser inerentes ao errante avaliado
Quem demonstrar ter os exigidos predicados
Chegará ai fim, onde o prêmio será alcançado

O livro se passa em um futuro não muito distante, em que a falta de combustíveis e destruição do planeta afetaram substancialmente a qualidade de vida do ser humano e fazendo com que a maioria das pessoas se refugiassem em uma realidade virtual chamada OASIS, o OASIS tem o maior estilão de MMORPG só que em um futuro em que os equipamentos de imersão já evoluirão absurdos. Seu acesso é gratuito e incorporou até mesmo o ensino público em um de seus diversos mundos, mas é claro que se você for um pobretão como o personagem principal, Wade Watts, você pode ter alguma dificuldade para conseguir equipamentos e se locomover.
Wade é órfão e mora com sua tia que o odeia em uma pilha de trailers (já que o combustível se tornou muito caro a maioria dos carros foi abandonada e os trailers se tornaram moradia para pessoas mais pobres), o garoto pedala para gerar energia e como todos os outros passa o dia refugiado no OASIS. Um dia o criador do jogo, Halliday, morre e deixa uma mensagem dizendo que escondeu em seu trabalho um Easter Egg, uma série de pistas escondidas e desafios levara o jogador ao ovo dourado e como prêmio esse jogador será o novo dono do OASIS, tudo isso recheado de referencias a vídeo games antigos e cultura pop dos anos 80. Com o desafio lançado diversos jogadores e empresas buscando lucrar começam a "caçada" mas nada acontece durante anos, até que a primeira chave é encontrada.

Quando cheguei ao bar, pedi uma Dinamite Pangalática para a garçonete Klingon que atendia no balcão, e virei metade de uma vez. Então sorri quando o R2 começou outro clássico dos anos 1980 - "Union of the Snake" - eu disse, por força do hábito. - Duran Duran, 1983.

Fui atraída por esse lado nerd mas o livro me surpreendeu, e muito! Tem personagens cativantes e muita ação, não só dentro do jogo como fora também, e até uma pitada de romance. A unica parte ruim é que a tradução cometeu uns erros bem notáveis, que quem sabe sejam corrigidos para as próximas edições. Agora algumas curiosidades super bacanas:
1. Como eu já disse o livro é recheado de referencias a games antigos e cultura pop dos anos 80, eu por exemplo tive alguma dificuldade com essa parte, mas o Ready Player One Wiki reúne informações de uma lista de jogos, filmes, séries, livros, animes e etc citados na obra, apesar de você não precisar desse conhecimento para se divertir com o livro ele pode se tornar mais interessante :)
2. Essa pode surpreender até quem já leu o livro, vocês sabiam que o Ernest Cline escondeu um easter egg em seu livro? A pista foi escondida apenas nos livros dos Estados Unidos e levava a um URL de um jogo novo no estilo do Atari 2600 chamado Stackes, dentro do jogo tinha um easter egg que levava a segunda prova, um jogo da facebook aparentemente normal, mas quem coletasse nele todos os itens referentes aos anos 80 passava para última prova, quebrar o record mundial em um dos seguintes jogos citados no livro: Pac-Man, Joust Arcade, Joust Atari 2600, Black Tiger, or Robotron 2084. O ganhador ganhou um DeLorean, carro do De Volta Para o Futuro, também citado no livro, você pode ver um video em que o próprio autor explica melhor aqui :)

Por mais assustadora e dolorosa que a realidade possa ser, é também o único lugar onde se pode encontrar felicidade de verdade.


Eu sinceramente tenho medo de encher o saco de vocês com minha opinião sobre livros, animes e afins mas sempre que eu faço esse tipo de post vocês me dão um feedback super positivo e como me cobraram sobre esse livro, aqui está! Espero que tenham gostado :) 

Instagram de julho


Não tem jeito melhor, ou pelo menos mais bonito, de eu resumir minhas férias do que com as fotos do meu instagram. O que me faz lembrar que fazer postagens dos meus APPs favoritos também seria super bem vindo mas estou com uma preguiça de matar des daquele post do Line Play). A verdade é que tive alguns trabalhos para entregar até cerca do meio do mês então fiquei enrolando por São Carlos antes de ir para casa da minha mãe, passei só três semanas com ela, e não tive tempo de fazer quase nada que queria.
Para começar o mês enquanto eu ainda estava aqui no apê fazendo trabalho, e eventualmente indo na republica dos beninos beber uma cerveja, comecei a ligar meu notebook no cabo HDMI da tv para dar um pouco mais de conforto na minha vida, sentar no sofá e tudo mais, e a qualidade fica até melhor do que eu esperava levando em conta que eu não baixo nada muito pesado. Esse anime da primeira foto é o Selector Infected WIXOSS, que juro pra vocês começou fraquinho mas eu AMEI, to ansiosissima para segunda temporada, só por isso não rolou review ainda ❤
Já em na casa da senhora mamãe eu terminei de ler o Jogador nº1 (incrível, aguardem que logo vai rolar um post sobre ele!), tentei entrar numa vibe de caminhada mas quanto mais o tempo esfriava mais impossível era me tirar da cama num horário apropriado.  E também fui no Shopping Morumbi conhecer a tão falada Forever 21 que não sei se foi porque o dia tava ruim mas tenho que admitir que odiei, me julguem! Acabei aproveitando a promoção do lápis vermelho e fazendo a festa na TNG.


Aproveitei para dar um pulinho na Liberdade e por coincidência estava tendo Tanabata Matsuri, tinham enfeites enormes na rua e mais barraquinhas de comida do que o normal, alem de comer uns gyozas deliciosos ainda comprei docinhos para trazer para casa :9
Também comecei a sair e posteriormente comecei a namorar esse menino lindo ❤ Conheci o Victor, pasmem, no Tinder! E deu super certo, quando eu voltei para São Carlos ele me encheu de presentes e me levou para jantar num lugar maravilhoso!

PS: Notem que eu não tenho mais cabelo rosa! Ainda estou chorando por ele, mas estou gostando da mudança, estou em fase de transição mas a idéia é ficar mais ruivinha :)

Filmes da minha (pré)adolecência


Assistindo televisão na cama nesses últimos dias de férias me deparei com Sexta-Feira Muito Louca passando e bateu aquela nostalgia, derrepente me peguei pensando nos filmes que eu amava lá pros meus 10 a 14 anos quando eu jurava que todas aquelas coisas estavam prestes a acontecer comigo e veja só fazem tipo 10 ANOS! Claro que eu só achava que ia ter amores e aventuras e não que eu iria virar uma princesa ou trocar de corpo com alguém, só para deixar claro hahahaha. Agora eu já sei que nada de legal acontece na adolecencia de verdade, pelo menos não na minha, mas estou vivendo algumas histórias desde que entrei na faculdade pelo menos (que a censura não me permite relatar aqui certo?)

Claro alguns dos filmes aparentemente não envelhecem, vejo O Diário da Princesa (2001) passando o tempo todo, e assisto o tempo todo, admito! E o 10 Coisas que Eu Odeio em Você (1999) apesar de não passar com frequência é um clássico, as minhas leitoras mais novinhas fica a lição de casa, se vocês ainda não assistiram vocês pre-ci-sam assistir PRA ONTEM! Mas outros como As Apimentadas (2000) ficaram esquecidos no tempo, nos dias em que eu estava na quarta série e que toda fez que ia brincar de polly na casa de uma amiga precisava rolar esse filme e uma expectativa de ser líder de torcida um dia hahaha (tão nostálgico!)


A Hilary Duff era uma queridinha do gênero na época, tive uma overdose de Lizzie Mcguire e filmes como Paixão de Aluguel e A Nova Cinderela (2004) e o Chad Michael Murray já era uma delicinha tanto nesse filme como em Sexta-Feira Muito Louca (2003). Quanto em One Tree Hill, oh, como eu era viciada! Lindsay Lohan também, quantos filmes do gênero ela não fez antes de pirar e ir pra cadeia mil vezes? hahaha

Parece que foi ontem mas esses filmes saíram a um tempão! Quem mais ficou nostálgica? Quem assistia a esses filmes e quais outros filmes marcaram o começo da sua adolescência?

 

Her


Essa semana assisti Her, já tinha ouvido muito bem do filme, só enrolei para assistir mesmo. Amei. O filme se passa um pouco no futuro, quando desenvolvem sistemas operacionais (OS) de inteligencia artificial, capazes de sentir e crescer com suas experiencias. O filme acompanha Theodore, personagem meio deprimido, passando por um divorcio, que acaba de comprar seu OS, Samantha.
Samantha faz ele voltar a se divertir, ela o acompanha nos momentos ordinários e ele acompanha o crescimento dela, ela descobrindo e questionando seus sentimentos, se eles podem ser reais ou só fazem parte da programação dela. A relação deles muda, passa por diversas fases, afinal, é possível ter um relacionamento com alguém que não possui corpo físico? O filme é meio paradinho, mas vale a pena.
O filme me levou a mais de uma reflexão. A primeira um pouco deprimente, é que muitas pessoas nos cenários estavam focadas em seus aparelhos, a interação interpessoal no filme é mínima e a critica tem fundamento, cada vez mais as pessoas se tornam autocentradas e tem dificuldade de lidar com os sentimentos alheios.
A parte positiva é que ninguém parecia se surpreender ou julgar as relações entre pessoas e OSs, a ideia de um amor livre é realmente inspiradora. Também o fato de amar a pessoa por sua personalidade, sem relação física, sem se basear em beleza. Um amor platônico, não realizável, muito bonito, mas para alguém como eu com pouca fé na humanidade e que dificilmente acredita em relacionamentos a distancia não passa de um ideal.

7 Sinais De Que Você Esqueceu Seu EX


A maioria de vocês já passou por isso, eu já passei, tenho alguns amigos que estão passando agora, e a melhor sensação que existe é a de poder dizer depois estou livre. A gente sempre acha que não vai passar, mas passa. Não sinto mais nada. Parar de olhar pra traz e deixar os olhinhos brilharem de expectativa pelo que estar por vir. Acabei me deparando com um post 4 Signs You're Finally Over Your Ex no face, me diverti e decidi fazer um também :)

1. Você parou de checar o facebook dele toda hora. Os primeiros dias são dificeis, você quer ver onde ele foi, com quem ele estava, se adicionou alguma menina ou se alguem curtiu as fotos dele. TODA a informação parece essencial. Até que você para de ver todo dia, para de ver toda semana, para de ver! Agora você nem lembra que tem ele adicionado.

2. As músicas da sua playlist não te fazem mais chorar. Ou até fazem mas não parece que toda música de desilusão foi feita especialmente para você.

3. Você consegue assistir comedias românticas de novo. E o mais importante, ficar feliz com elas e se emocionar, não fica mais repetindo na sua cabeça porque aquilo não aconteceu com você e como sua vida é uma bosta.

4. Não parece mais que TUDO faz você lembrar dele.

5. Você deixa de ficar aliviada por vocês se evitarem e começa a achar ridículo. Antes não cruzar diretamente com ele no corredor da faculdade era um alivio, agora se ele te vê e desvia você acha que é atitude de criança.

6. Você não tem nada contra a atual dele ou seja lá quem ele pega na balada. Você nem faz questão de saber na verdade, mas se ele esta feliz, bom pra ele, você tem sua própria vida para cuidar.

7. Não é assustador passar o dia dos namorados sozinha. Alias, você nem lembra que é dia dos namorados! Mas temos que admitir que a copa deu uma ajudinha pra gente esse ano né?



Créditos da foto: Eduardo Acierno