Clica nesses links! #8


1. Conheci blogs ótimos nos últimos tempos e um deles foi o Delirium Nerd, ele é escrito por váaarias minas e tem muita matéria legal tipo A narrativa dos cenários do Steve Universo e a série Animações com protagonismo feminino que você precisa ver (parte 1, 2 e 3) // 2. O post Guia: 45 lojas online super cool e brasileiras ♡ me fez conhecer muitas lojas descoladas novas, uma pena que a grana ta curta, mas fiquei super querendo essa camiseta de gatinhos de 3 olhos de uma das lojas! // 3. Indicar instagram pode? PODE! Amei conhecer o @ofstickandstone, andei querendo conhecer um pouco sobre tarot e nesse insta alem de fotos lindas de decks diferentes ela ainda da uma explicadinha no significado da carta // 4. Outro blog maravilhoso que conheci esses tempos foi o Valkirias, se quiser dar um pulo lá já indico Sailor Moon: uma história de representatividade e sororidade e Por que amamos o Nirvana e odiamos Hole? eu particularmente não sabia nada da carreira da Courtney Love e super amei! // 5. O que aconteceu com a marca de lingerie que decidiu banir o Photoshop das fotos de suas modelos já adianto, as vendas subiram ♥ // 6. Sobre pessoas gostosas, um post super gostosinho da Karoline Krahl!

Eu sei que fazia tempo que eu não postava nessa tag mas fim da faculdade né, não ta fácil pra ninguém, alias eu acabei de mudar o nome do post de Links Legais para Clica nesses Links, achei bem melhor!
Agora clica e aproveita ;)

As incríveis cores de Shigatsu wa Kimi no Uso


A ideia inicial era fazer a resenha do anime Shigatsu wa Kimi no Uso, também conhecido como Your Lie in April, mas conforme eu fui reunindo imagens para fazer o post eu reparei que eu não queria editar nadinha elas e fiquei surpresa por ter sido algo inédito nesses muitos anos de blogagem. É verdade que desde que eu comecei a assistir o anime o design dos personagens e as cores me chamaram a atenção, ele é esteticamente impecável!

Para introduzir, Shigatsu wa Kimi no Uso é um anime de 22 episódios lançado em 2015, surpreendentemente ele se encontra em 14º lugar na lista do myanimelist. O protagonista é Kousei Arima um pianista que era tido como gênio quando era criança mas que desde a morte da mãe não consegue mais se ouvir tocar e por isso saiu do meio, logo descobrimos que Kousei sofria muita pressão da mãe que também era pianista e as lembranças dela continua a assombra-lo.
Logo no primeiro episódio ele encontra Kaori Miyazono, uma jovem violinista que vai fazer uma baita pressão ajuda-lo a voltar a tocar piano e colocar seu coração na música!


Sim, é um anime de música, e como é de se esperar as músicas são de fato maravilhosas e alem disso clássicas, talvez isso tenha contribuído pro hype do anime. Nesse site tem uma lista com videos das músicas sendo tocadas por pianistas e em ordem pelos episódios que elas aparecem, e logo serão baixadas para ajudar nos meus estudos hahaha

Mas se é um anime de música porque eu estou falando de cores? O que faz do anime interessante até mesmo para nós meros leigos em música é o intenso trabalho de associação da música com os sentimentos e com a estética, as cores no cenário traduzem o sentimento que a produção quer passar de maneira muito rica nesses momentos. As combinação dos sons e das cores traduzem toda a aflição do Kousei com seu relacionamento com a mãe, todo o desespero por não saber o que fazer, todo o crescimento do personagem e todo seu amor pelos próximos a ele.


Entretanto nem tudo são flores em Shigatsu wa Kimi no Uso, apesar de ser uma obra prima na questão da estética o desenvolvimento dos personagens deixa a desejar, tudo na história gira em torno do Kousei Arima e todos os demais personagens são planos. Seus dois melhores amigos não ganham história alguma, assim como sua instrutora e seus concorrentes. A unica que possui um pouquinho de profundidade é a Kaori mas podemos facilmente rotula-la como uma maniac pixie dream girl, pois não deixa de girar em torno do protagonista e da música que ele tanto ama, e como com sua personalidade radiante ela muda a vida dele.



Devo por último alerta-los que se trata de um anime triste, então preparem seus lencinhos ok? Que outros animes vocês gostam do design? Mas alguém ai é a louca das cores? ;)

Dica de APP: Sailor Moon Drops


Se tem uma moda que pode durar pra sempre é essa onda de retomada dos animes da minha infância, Sailor Moon já esta ganhando uma nova versão em comemoração aos seus 20 anos (o Sailos Moon Crystal que começou em 2014), e uma continuação de Card Captor Sakura e da primeira geração de Digimon já foram anunciadas a um tempinho ♥

Eu já tinha baixado alguns apps de Sailor Moon não oficiais antes mas dessa vez lançaram um oficial produzido pela Bandai! O Sailor Moon Drops é um jogo estilo Candy Crush mas vai fazendo leve referencias a história do anime, a ordem em que as sailor aparecem, os dialogos dos vilões e afins.

Um ponto forte do jogo é que cada sailor possui um poder diferente pra te ajudar nas fases, e você vai evoluindo elas com o andar do jogo, em algumas fases você é obrigado a usar uma sailor especifica mas na maioria você mesma escolhe qual usar. Alem disso você precisa coletar chaves para abrir o caminho e ganha pedaços de quebra cabeças que desbloqueiam wallpapers fofinhos :3
Outra coisa que eu gostei é que você pode alem de procurar amigos no facebook adicionar outras pessoas aleatória que jogam, que podem tem mandar vida ou chaves se você precisar (imagino que só precise se você não conseguir a pontuação em alguma fase), mas só cabem 30 amigos :(


Eu não cheguei a achar se outras alem das 5 primeiras sailor aparecem mas como parece que tem muito chão pela frente acredito que sim (vi algumas imagens que indicam que tem a Princesa Serenity e a Sailor Chibi).

Eu não sou muito chegada a jogos estilo Candy Crush por serem todos muito parecidos, mas não consegui resistir! O que acharam? Alguma de vocês já joga? ♥

Diário em cliques - Maio

Vai ter post pessoal sim, porque é amor! ♥ Estou pensando em organizar melhor uns posts mensais (só agora Camila?), e com isso pensei em todo fim do mês fazer um pequeno diário e passar a tag de links legais para algum momento no meio do mês. Ainda estou em dúvida quanto ao nome "Diário em cliques" então sugestões são bem vindas. Também estou pesando em fazer uma tag fixa de inspirações artísticas, mas nada definido ainda.
Acho que o diário em cliques é legal tanto para mostrar minhas fotos, que muitas vezes vão só pro instagram, quanto para vocês conhecerem um pouco mais do meu estilo pessoal, que as vezes é algo que falta, e eu particularmente curto seguir gente com estilos parecidos, enfim, me digam suas impressões ♥

Instagram: @kamii41 | Snapchat: ka_zambanini

1. O frio chegou e com ele a necessidade de usar meus odiados tênis, por mais que eu gostaria de viver só de sapatilhas e alpargatas. Ai estava sem meias, todas elas furando no dedão e tal, quando numa passadinha na Renner rolou essas meias super fofinhas de panda, é um trio, na segunda tem vários pandinhas estampados, e a terceira é de bolinha, dá pra resistir a tanto amor? ♥ E elas nem aparecem no tênis então é mais um prazer particular haha

2 e 3. Eu ainda ando meio resistente ao snapchat, to com dificuldade de entender a graça e tal, mas os filtros são sem dúvida muito engraçados hahaha acho que eu gostaria mais se desse pra adicionar direto os amigos do fb. Eu ando amando muito seguir a Lia do Just Lia, alguém mais tem recomendações pra mim?

4 e 5. Essas foram em um passeio no sitio da família do Fe e fiquei super triste de não ter levado minha câmera :( Mesmo assim depois que eu vi que as fotos do celular do Parque da Juventude ficaram boas eu ganhei mais confiança em fotografar com ele.

6. Por fim, no último final de semana teve um evento de food trucks em São João da Boa Vista (cidade do Fe), e comi umas batatas rústicas com molho de alho delicioooosas, eu não sei se vocês sabem mais batatas são minha comida preferida, e uns mini-churros bem gostosinhos também, pegamos com recheio de doce de leite, nutela e creme (tipo de bomba) mas aparentemente churros de doce de leite são soberanos absolutos.

Enfim, ando surtando com a primeira entrega de TGI (outro nome pra TCC) e por isso ando sumidinha, mas prometo que volto logo e com força total! Beijinhos lindinhas ♥

Parque da Juventude (ex-Carandiru) e frustração


Na sexta feira passada tive uma pequena viagem da disciplina de paisagismo até São Paulo, e de maneira pouco usual eu estava super ansiosa, feliz por poder me inspirar e tirar fotos! Visitamos dois parques menores (Parque Cidade Toronto e Praça das Corujas), o Parque da Juventude e por último o Vila Lobos, em que ficamos só 10 minutinhos porque já tinha virado noite, mas que eu já fui algumas vezes. Mas vou me limitar aqui a falar só do Parque da Juventude.
O parque foi construído no local da antiga prisão Carandiru, aquela conhecida pela violação dos direitos humanos e pela violência, e hoje abriga alem do parque uma biblioteca e uma ETEC de arte, pela descrição do site do município "um complexo esportivo, cultural e recreativo de 240 mil m², com uma estrutura mais do que completa."

Agora imaginem a minha surpresa quando eu, e mais uns 40 estudantes de arquitetura, estávamos em um lugar PÚBLICO, tido como cultural, e somos individualmente abordados por guardas robustos, com cassetetes, falando grosso que era proibido fotografar com câmera (só com celular)! GENTE!!! Foi a brochada do ano!
O parque em si é lindo, principalmente na parte do bosque, mas outra decepção é que os mirantes, formados por estruturas metálicas no meio das copas das arvores, estavam todos fechados. Algumas meninas disseram ter visto um cara ser roubado por garotos que em seguida pularam o muro (mas os guardas deviam estar ocupados demais com as câmeras afinal).

Em outros países as pessoas cuidam muito bem dos espaços públicos, porque elas entendem que aquilo pertence a elas, o sentimento de pertencimento é algo que discutimos muito no curso, mas parece que estamos fazendo isso errado porque o brutamontes de voz grossa deixou bem claro que não, aquilo não era meu, eu não posso tirar fotos, e falou como se eu estivesse tentando roubar uma lixeira ou algo assim.
De qualquer jeito, apesar de eu não recomendar a visita, a não ser que para um humilde piquenique e fotos para o instgram, ficam aqui algumas fotos desse lugar lindo, mas não tão público assim.




Com exceção as duas últimas fotos todas foram tiradas com o meu celular, um Moto G2, pelo menos foi um grande exercício no quesito de o que faz uma boa foto é o fotografo não a câmera. O que acharam?